terça-feira , 23 julho, 2024
Lar Saúde Cresce o número de infecções respiratórias virais em crianças
Saúde

Cresce o número de infecções respiratórias virais em crianças

21
cresce-o-numero-de-infeccoes-respiratorias-virais-em-criancas

O número de crianças com arboviroses, como dengue, e síndromes respiratórias (gripe, bronquiolite e pneumonia, principalmente) tem crescido consideravelmente nas unidades de urgência e emergência de Campos. Na Clínica da Criança, por exemplo, da última segunda-feira (8) a esta quinta-feira (11), foram registrados 806 atendimentos. Para elevar a capacidade de assistência durante períodos de maior demanda por esses serviços de saúde, a unidade implementou o protocolo de febre, que visa reduzir o tempo de espera, proporcionando um cuidado mais eficiente aos pequenos e acolhedor para as famílias.

‌A diretora da unidade, a pediatra Jodinéa Cesário, explica que o período é desafiador devido à sazonalidade, pois favorece a disseminação desses microrganismos através das vias respiratórias e, no caso da arboviroses (dengue, zika e chikungunya), em virtude da proliferação do Aedes aegypti. Apesar da demanda crescente, ela enfatiza que toda equipe médica está trabalhando para oferecer o melhor atendimento possível aos pacientes.

‌“Estamos presenciando, nos últimos dias, um aumento considerável no fluxo dos atendimentos na nossa unidade. Isso está relacionado à sazonalidade, onde as infecções de vias aéreas superiores, como pneumonia, bronquiolites, síndromes gripais e sinusites, são muito comuns no outono. Para melhorar o atendimento, há um mês iniciamos o protocolo de febre, o que diminuiu consideravelmente o tempo de espera. Então, a criança passa pela triagem, é medicada e permanece em observação até a melhora do quadro clínico e ser reavaliada pelo médico”, explicou a diretora, acrescentando que, crianças portadoras de Transtorno Espectro Autista (TEA), têm prioridade no atendimento, como é preconizado pelo Ministério da Saúde.

‌Jodinéa também reforça a importância da imunização. Ela pontua que a vacinação já tem sido amplamente comprovada como a melhor medida preventiva, reduzindo significativamente a incidência e a gravidade das infecções das vias respiratórias, como gripes, resfriados e suas complicações: sinusites, faringo-amigdalites, otites e pneumonias, além de prevenir exacerbações das doenças alérgicas respiratórias pré-existentes.

‌“É fundamental que os pais e responsáveis mantenham as vacinas de seus filhos em dia. Estamos em campanha contra a Influenza, que previne a gripe, e, além disso, a vacinação contra a Covid-19 também é essencial para proteger a saúde das crianças”, aconselhou.

‌ATENDIMENTO – Com a filha Ana Clara, de 4 anos, com suspeita de dengue, a cuidadora Ellen Alves, 30, esteve na Clínica da Criança nesta quinta-feira (11) em busca de atendimento. “Ela começou com febre, vômito e muita dor nas pernas. Cheguei aqui e logo fui atendida. A médica passou a medicação e ela veio para o soro. Agora, estou aguardando o resultado do exame”, disse a mãe que é moradora do Parque Boa Vista.

Outra que também buscou atendimento para a filha, a pequena Elloá, de apenas 17 dias, foi a dona de casa Bruna Karla, de 29 anos. “Ela está com quadro de bronquiolite e vai ter que ser internada. Gostei muito do atendimento. Foi bem rápido”.

A Clínica da Criança, em Guarus, inaugurada em 20 de abril de 2022, pelo prefeito Wladimir Garotinho, é uma referência em emergência pediátrica e conta com 20 leitos para internação, três consultórios de atendimento médico, além de cinco pediatras de plantão 24h, todos os dias.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Sala de Vacinas da Secretaria de Saúde segue com atendimento noturno em Campos

O atendimento noturno da Sala de Vacinas da Secretaria Municipal de Saúde...

Epidemia de dengue aumenta a demanda por doações de plaquetas no Hemocentro

O Hemocentro Regional de Campos segue em alerta diante do aumento da...

Clínica da Criança e Secretaria de Saúde com vacinação no final de semana e feriado

Falta de tempo, devido ao horário de trabalho ou estudo, não é...

“SOS Coração”: 39% dos infartos foram em pessoas abaixo de 60 anos

O “SOS Coração: Nossa missão é cuidar das pessoas” já contabiliza 210...