segunda-feira , 15 julho, 2024
Lar Saúde Pediatra alerta para os cuidados com as doenças típicas do outono
Saúde

Pediatra alerta para os cuidados com as doenças típicas do outono

11
pediatra-alerta-para-os-cuidados-com-as-doencas-tipicas-do-outono

Divulgação/Rede Social

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) alerta para os cuidados com as doenças típicas desta estação do ano. As chamadas “doenças de outono” acometem, em sua maioria, idosos e crianças, principalmente aqueles que têm baixa imunidade. Gripe (influenza), resfriado, otite, sinusite e pneumonia são algumas das mais frequentes. Apesar dos diferentes sintomas, alguns cuidados e orientações são comuns a elas.

A pediatra Ana Paula Chalita alerta para a maior incidência dessas doenças durante esse período do ano. “No outono e no inverno, as pessoas tendem a passar mais tempo em ambientes fechados, facilitando a propagação de vírus respiratórios. O ar frio e seco pode enfraquecer o sistema imunológico e aumentar a suscetibilidade a infecções respiratórias”, disse a pediatra.

SINTOMAS – Febre, dor de garganta, tosse, dores musculares e congestão nasal estão entre os sintomas da gripe e do resfriado. Já a otite, é caracterizada pela dor de ouvido, sensação de pressão no ouvido e perda de audição temporária. A sinusite apresenta dor facial, dor de cabeça, secreção nasal espessa e tosse. Dentre as doenças citadas, a pneumonia apresenta os sintomas mais graves, com febre alta, calafrios, tosse com expectoração (às vezes com sangue), falta de ar e dor no peito.

TRANSMISSÃO – A Influenza e o resfriado são transmitidos através de gotículas respiratórias expelidas quando uma pessoa infectada tosse, espirra ou fala. Já a otite, geralmente ocorre como complicação de uma infecção respiratória, como gripe ou resfriado, quando as bactérias se espalham do nariz ou da garganta para o ouvido médio. Enquanto a sinusite pode ser causada por vírus, bactérias ou fungos que infectam os seios nasais. A pneumonia pode ser causada por diferentes agentes infecciosos, incluindo bactérias, vírus e fungos, que entram nos pulmões.

Ana Paula também falou sobre as formas de prevenção dessas doenças. “É importante lavar as mãos regularmente com água e sabão. A higienização adequada das mãos e a adoção de práticas de higiene respiratória ajudam a interromper a propagação de germes e reduzir o risco de infecções respiratórias. Além disso, é importante evitar o contato próximo com pessoas doentes, cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar. Somado a isso, é crucial manter o sistema imunológico saudável com uma dieta equilibrada, exercícios e sono adequado”, explicou Ana Paula.

A pediatra destacou a importância da vacinação como método de prevenção. “A vacinação é crucial para prevenir doenças como a gripe, reduzindo a gravidade dos sintomas e o risco de complicações, além de conter a propagação do vírus”, disse a médica.

A jornalista Kamila Coutinho é mãe do João Pedro, de 4 anos, que sofre de crise alérgica e asma. Ela contou como faz os cuidados do filho durante esse período do ano. “Eu uso com mais frequência o remédio para lavagem nasal nele e dou somente banhos frios. Além disso, eu passo pano molhado na casa e evito varrer. Por conta da asma, ele faz fisioterapia respiratória e já ficou internado duas vezes por causa da alergia que se agravou aliada a outras doenças do sistema respiratório”, explicou Kamila.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Sala de Vacinas da Secretaria de Saúde segue com atendimento noturno em Campos

O atendimento noturno da Sala de Vacinas da Secretaria Municipal de Saúde...

Epidemia de dengue aumenta a demanda por doações de plaquetas no Hemocentro

O Hemocentro Regional de Campos segue em alerta diante do aumento da...

Clínica da Criança e Secretaria de Saúde com vacinação no final de semana e feriado

Falta de tempo, devido ao horário de trabalho ou estudo, não é...

“SOS Coração”: 39% dos infartos foram em pessoas abaixo de 60 anos

O “SOS Coração: Nossa missão é cuidar das pessoas” já contabiliza 210...