terça-feira , 23 julho, 2024
Lar Saúde “SOS Coração”: 39% dos infartos foram em pessoas abaixo de 60 anos
Saúde

“SOS Coração”: 39% dos infartos foram em pessoas abaixo de 60 anos

19
“sos-coracao”:-39%-dos-infartos-foram-em-pessoas-abaixo-de-60-anos

O “SOS Coração: Nossa missão é cuidar das pessoas” já contabiliza 210 vidas salvas após Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), doença que representa a principal causa de morte dentre as patologias cardiovasculares no país e no mundo. Desse total, 97 foram pessoas na faixa etária entre 60 e 79 anos, o que representa 46%, seguido de indivíduos entre 40 e 59 anos (39%); mais de 80 anos (12%) e de 20 a 39 anos (7%).

O médico Carlos Eduardo Soares, que integra a equipe de hemodinâmica no Hospital Escola Álvaro Alvim (HEAA) com a Santa Casa de Misericórdia de Campos, unidade de referência cardiológica do município, reforça a elevada incidência de emergências cardiológicas em pacientes abaixo dos 60 anos, o que não é comum.

“O infarto está associado a doenças aterosclerótica crônicas, que nada mais é do que o envelhecimento das artérias. Então, o esperado é que o infarto ocorra em uma população mais idosa. O que estamos observando é um aumento assustador em uma faixa etária mais jovem, de 40 a 59 anos, por exemplo”, informou.

O cardiologista destaca que essa maior incidência da doença em pessoas abaixo dos 60 anos tem relação direta com o estilo de vida, cada vez mais acelerado, e com maus hábitos alimentares, tabagismo, consumo excessivo de álcool, sedentarismo e privação do sono.

“Atualmente, você não espera por uma ligação, já manda uma mensagem e é tudo muito dinâmico, ou seja, para ontem. Esse estresse do dia a dia está ligado ao aumento de hipertensão em pessoas cada vez mais jovens”, ressaltou.

O médico enfatiza, ainda, a importância da prevenção de doenças cardíacas. “Ter uma boa qualidade de vida, com controle de doenças pré-existentes e fazer, pelo menos, 30 minutos de exercícios todos os dias, diminui a chance de infarto em torno de 50%”, concluiu.

SOS CORAÇÃO — Em 28 de fevereiro deste ano, o projeto, que é uma parceria do município, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), com o Governo do Estado, completou um ano de sua implantação. O serviço tem como principal objetivo oferecer atendimento rápido e eficiente aos pacientes com IAM. Para isso, a intervenção deve ocorrer nas duas primeiras horas após a entrada dos pacientes nas unidades que integram a Rede de Atenção às Urgências e Emergências do município. O atendimento imediato reduz em 50% o índice de óbitos por infarto.

Além de Carlos Eduardo, a equipe de hemodinâmica é composta pelos especialistas Abdu Neme; Halim Abdu Neme; Celmo Ferreira de Sousa Júnior; Jamil da Silva Soares, além de Cléber Glória e Patrícia Rangel, que integram a equipe nos Centros de Terapia Intensiva (CTIs).

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Sala de Vacinas da Secretaria de Saúde segue com atendimento noturno em Campos

O atendimento noturno da Sala de Vacinas da Secretaria Municipal de Saúde...

Epidemia de dengue aumenta a demanda por doações de plaquetas no Hemocentro

O Hemocentro Regional de Campos segue em alerta diante do aumento da...

Clínica da Criança e Secretaria de Saúde com vacinação no final de semana e feriado

Falta de tempo, devido ao horário de trabalho ou estudo, não é...

Cresce o número de infecções respiratórias virais em crianças

O número de crianças com arboviroses, como dengue, e síndromes respiratórias (gripe,...